O Mar que banha a ilha de Goré

Esta terceira obra da engenhosa escritora e contadora de histórias Kiusam de Oliveira vem auxiliar mães, pais e educadores a elevar a autoestima de crianças negras brasileiras, demolida no dia a dia, inclusive no espaço escolar. Essas crianças — que não veem seus rostos, seus cabelos ou sua cor refletidos com carinho em nenhum lugar do imaginário de um país que as nega e as rejeita — encontram neste livro, delicadamente ilustrado pela artista Taisa Borges, uma resposta ao vazio que encontram sobre sua história, antes e depois da traumática chegada de seus ancestrais africanos num mundo regido pela escravização negra.

A história de Kiusam se situa espacialmente no continente africano, mais precisamente na ilha de Goré, de onde partiram quem sabe quantos milhões de africanos para o Brasil, Cuba, Haiti… Kika, uma linda negra brasileira de 10 anos, é a personagem central desta encantadora história; faz o caminho de retorno para esse lugar que outrora foi o ventre dos maiores horrores. Mas Kika vive aí uma história de amor que serve para anular os séculos sombrios. Fala com a Mãe Mar, que lhe conta sobre os filhos perdidos e saúda nela seu retorno. Brinca com seus pares senegaleses oriundos da ilha, que lhe transmitem o encanto por viver em um lugar lindo, onde centenas de famílias constroem suas vidas, atravessando diariamente o mar: mar que limpa tudo. Enfim, Kika nos mostra uma Goré sorridente, cheia de sabedoria, de história e de memórias. Kiusam consegue criar o belo sem esquecer da verdade das coisas, da tragédia; reativar a memória, sem apagar o amor.

Carlos Moore, etnólogo

 

 

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
Facebook
Instagram