Colherim, a dança percussiva das colheres

Ficha técnica DVD
Direção (directed by)– Estêvão Marques
Diretor de fotografia, edição e autoração (cinematography, editing and authoring) – André Albuquerque
Produção (production) – Francisco Marques e Janaína Marques
Eletricista (electrician ) – Rodrigo Guerra (Guerrinha)
Somdireto (sound) – Eduardo Ayres e Vitor Monaco
Cenografia, adereços e figurinos (scenography and costumes) – Taissa Montiel e Amanda Mirage
Projeto gráfico e ilustração (graphic design and illustration) – Joana Resek
versão eminglês (english version) – Rita de Cassia Braga da Silva
Ajudante-geral (general assistant) – Domingos Alves Carneiro
Apoio (supported by) – Instituto Brincante e Instituto Tambor
Colaborador (cooperator) – Presto Musical

Músicos
André Albuquerque * Letícia Bortoletto * João Mario * Ana Maíra Favacho * Luis Felipe Zanetti * Fê Sztok* Gabriel Levy * Wem* Gabriel Almeida * Daniel Nogueira * Marina Pittier * Julia Pittier * Ed Encarnação * Daniel Ayres

Criação coletiva
Roda de Baião – Daniel Ayres, Gabriel Levy, Daniel Nogueira, Fê Sztok, Julia Pittier, Ed Encarnação, Luis Felipe Zanetti e Estêvão Marques
Roda de Chorinho – Fê Sztok, Wem, Gabriel Almeida e Estêvão Marques
Roda de Viola – Fê Sztok, Daniel Ayres, Julia Pittier, Ed Encarnação, Luis Felipe Zanetti e Estêvão Marques
Roda de Batucada – Julia Pittier, Ed Encarnação, Daniel Ayres, Luis Felipe Zanetti, André Albuquerque, Letícia Bortoletto, João Mario, Ana Maíra Favacho e Estêvão Marques

PREFÁCIO, por MAGDA PUCCI

Estêvão Marques apresenta, em ‘Colherim‘, várias de suas experiências pelo mundo afora com um simples objeto de cozinha: colheres. Colheres? Sim, colheres! Aqueles utensílios, que nos levam à boca deliciosos sorvetes ou sopas quentinhas, são também capazes de fazer música! E das mais divertidas e animadas!

Com um simples par de colheres, podem ser criados muitos ritmos que acompanham danças e produzem sons que fazem todo mundo vibrar de alegria, desde tempos imemoriais até os dias de hoje. Culturas eslavas, ciganas, celtas, indígenas norte-americanas, latino-americanas remontam o uso de colheres como instrumentos musicais de grande virtuosismo, sejam elas de madeira, metal, osso, grandes, pequenas, enfim, não existe limite para a criatividade quando se trata de fazer música com colheres.

Passeando pelo mundo, Estêvão foi colecionando colheres de diferentes culturas e foi observando atenciosamente as diversas técnicas para se tocar esse divertido objeto sonoro. Esse universo ‘colherístico’ inspirou o músico a transpor essas diversas técnicas para os ritmos da música brasileira, criando um livro único e de grande originalidade.

De forma clara e objetiva, Estêvão cria uma série de atividades que podem ser utilizadas por qualquer pessoa, sempre ilustradas com vídeos, onde as colheres são utilizadas em diferentes estilos musicais brasileiros como o choro, o samba, o baião, entre outros. Diversidade e criatividade a toda prova!

A experiência como músico de diferentes grupos, muitos deles voltados para as crianças, somada às várias oficinas que Estêvão vem dando por aí, forneceu a ele um arsenal de ideias musicais criativas transmitidas nesse livro, de forma lúdica, mostrando total desenvoltura com o assunto.

No momento atual, em que a música é conteúdo obrigatório nas escolas, é sempre bom saber da existência de iniciativas como a de ‘Colherim‘, que dão um novo sopro às possibilidades da educação musical, que deixam de lado a sisudez característica das metodologias em massa. Estêvão promove, com sua alegria e entusiasmo, uma forma de fazer uma música simples, cativante e cheia de criatividade, palavra que considero chave nesse momento da educação musical brasileira.

MAGDA PUCCI, Cantora, pesquisadora de músicas do mundo e diretora do grupo Mawaca.

 

FOREWORD, BY MAGDA PUCCI, singer, ethnic music researcher and musical director of the group Mawaca.

In ‘Colherim’, Estevão Marques shows his worldwide experiences with some ordinary kitchen objects: spoons. Spoons? Yes, spoons! Those kitchen utensils, that take delicious ice cream or warm soup to our mouths, can also make music! Very fun and cheerful music!

If you have a simple pair of spoons, you can create lots of rhythms to accompany dance styles, and make sounds that fill everyone with joy from immemorial times up to date. Slavic, Gipsy, Celtic, North American Indigenous, and Latin American cultures allude to musical spoons of great virtuosity. Whether made of wood, metal or bone; either big or small, there is no limit for creativity when making music with spoons.

During his wanderings around the world, Estevão collected spoons of many origins and carefully observed the different techniques you can use to play this fun musical instrument. The ‘spoons universe’ inspired him to transpose many of those techniques to Brazilian music rhythms. The result was a unique book of great peculiarity.

In a clear and objective way, Estevão creates a series of activities that can be used by anyone. They are illustrated by videos that show the spoons being used in several Brazilian musical styles like choro, Samba and baião, to mention just a few. Tireless diversity and creativity.

His experience as a musician of several groups, many of them working with children, in addition to the workshops he has been giving all around, gave him a large toolbox of creative musical ideas that are written playfully in this book, showing his skills on the subject.

Nowadays, music is a mandatory subject in Brazilian schools and it is very good to learn about initiatives like ‘Colherim’, that yields new possibilities in musical education. Possibilities that leave out the seriousness that is so common in methodologies for the masses. Estevão promotes, with his joy and enthusiasm, a simple way of making music, which is appealing and full of creativity. And personally, I consider that creativity is a key word to the present moment of Brazilian musical education.





				
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com
Facebook
Instagram