Luciana Tonelli

Luciana Tonelli nasceu em Belo Horizonte em 25 de novembro de 1967. Formada em jornalismo pela PUC-Minas, trabalhou nas redações do semanário Pampulha, da revista de cultura Palavra, com publicações institucionais do terceiro setor e com projetos do Ateliê Ciclope de Arte e Publicação Digital. Desde 2007 vive em São Paulo, onde trabalha na Editora Peirópolis. Como poeta, estreou em 1997 com o livro Flagrantes do poço - coleção Poesia Orbital, lançada em comemoração ao centenário de Belo Horizonte. Prosseguiu com publicações esparsas na Revista de Autofagia, no projeto Dez Faces e no Suplemento Literário de Minas Gerais. Em 2011 lançou o livro Flagrantes do tempo - Poema-reportagem na Pauliceia, com apoio do ProAC (Programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo). Nesse mesmo ano, participou da ZIP - Zona de Intervenç~ao Poesia & (Belo Horizonte, abril de 2011), do CEP 20 Mil (Rio de Janeiro, agosto de 2011), do Inverno Cultural (Universidade Federal de São João Del Rei, julho de 2011) e do programa Terças Poéticas do Palácio das Artes, ao lado de Álvaro Andrade Garcia (Belo Horizonte, novembro de 2011). Um dos poemas do livro - "Poema das horas possíveis" - compõe o espetáculo Horas possíveis - Enquanto o lobo não vem, do Camaleão Grupo de Dança, na voz do ator Paulo José. Horas possíveis - Enquanto o lobo não vem recebeu o prêmio Sesc-Sated de Melhor Espetáculo de Dança de 2011 em Minas Gerais. Participou também do Aquífero Poético com o poema-díptico {enquanto/no entanto}.

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com