Idealizado e produzido no mercado editorial independente da Venezuela, pela Camelia Ediciones, Azul e Vermelho foi escolhido pela Peirópolis como forma de construir pontes entre o reduzido mercado venezuelano e o Brasil, dando voz ao trabalho de artistas gráficos, editores e autores de lá. De autoria da venezuelana Mireya Tabuas, o pequeno e valioso livro tem formas de Ricardo Báez e cores de Patricia Van Dalen, todos de Caracas.

Aparentemente, trata-se de um pequeno livro-objeto de cores e formas como muitos outros, mas, no virar das páginas, alguma coisa acontece no coração do leitor. O livro, que conversa com crianças e adultos ao mesmo tempo, é bastante adequado no atual cenário político brasileiro, pois reflete a necessidade de conciliação e respeito às diferentes posições, preferências e convicções políticas e ideológicas dos indivíduos. Trata de convivência e das relações entre os diferentes. E da mágica que o amor é capaz de produzir, oferecendo aos diferentes a amálgama da curiosidade e do respeito, e revelando que a esperança reside intacta no coração daqueles que vivem em ambientes aparentemente irreconciliáveis. Em momentos de exaltação política e de radicalização de posições, este livro tem muito a nos ensinar.

Leia a entrevista com a editora venezuelana Maria Angelica Barreto, da Camelia Ediciones.

Conheça O mundo de Mireya Tabuas.

Veja o vídeo com a entrevista da autora.

Facebook
Instagram