Poemas de brinquedo, um projeto transmídia brincante

978-85-7596-447-7
A Peirópolis e o Ateliê Ciclope de Mídias Digitais lançaram no dia 25 de junho, às 10 horas, nova Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte no Centro de Referência da Juventude (Praça da Estação, Belo Horizonte, MG), o livro e o aplicativo POEMAS DE BRINQUEDO, em versão papel e audiovisual interativa, disponível gratuitamente em formato aplicativo nas lojas da Apple e Google.
O livro transmídia (versões papel, Epub e App) reúne poemas concretos da obra do mineiro Álvaro Andrade Garcia, reinterpretados pelo próprio autor a partir de audiovisuais produzidos por ele e vocalizações do poeta performático Ricardo Aleixo. Autor da obra-software Managana, do Sítio da Imaginação e uma série de obras digitais, o artista mineiro Álvaro Andrade Garcia apresenta toda a potencialidade artística da poesia que ultrapassa o impresso e transborda para outras mídias. Aliando a palavra escrita à palavra entoada, as imagens poéticas às imagens cinematográficas, ele cria o que Ricardo Aleixo chama de “poesia expandida”.
Em seu conjunto, o livro-aplicativo apresenta poemas para brincar, ler com sotaque, travalínguas, palavras inventadas, medonhas e coisas escritas errado para consertar. Uma espécie de jogo do dicionário: palavrórios incríveis para adivinhar. Estórias engraçadas e barulhentas, sons para cantar e também azucrinar. Palavras com arestas e desenhos malucos, ainda sem significado, para o leitor batizar.
Há muito esses poemas estão presentes na obra do autor. Vários foram publicados em O Verão Dentro do Peito (1998) e Álvaro (2004), outros aguardavam na gaveta a hora e a vez dessa publicação pela editora Peirópolis. Nunca haviam sido recortados e reunidos para o público infantil de todas as idades.
Para o autor, brincar com palavras é um desprendimento, um retorno à língua dos sons em formação, dos batuques rítmicos, das ondas sonoras e suas conexões polissensoriais. Brincar expande o tempo em experimento. “Esses poemas brincantes surgiram para me libertar da própria educação. Cresci numa casa em que a palavra sempre foi tratada com muita seriedade, sempre muito adulta e cheia de obrigações. Todas as paredes tinham estantes cheias de livros, as conversas eram filosóficas, antropológicas, sociológicas, religiosas, politizadas, tudo com muita estrutura e conceito. Mas chegou uma época em que quis brincar com a palavra, recuperar seu viés criativo, inaugural. Visitei, então, quantas vezes… a terra da infância e a fala do povo, onde são encontradas ainda frescas e livres, muitas vezes nascendo, sem compromissos. E como brinquei com elas… Para mim, estes poemas são um exercício de descondicionamento, de estímulo ao experimento e à imaginação.”

Sinopse

Neste livro audiovisual e interativo, disponível gratuitamente em formato de aplicativo e também em papel, o artista mineiro Álvaro Andrade Garcia apresenta toda a potencialidade artística de obras poéticas que ultrapassam o impresso e transbordam para outras mídias. Aliando a palavra escrita à palavra entoada, as imagens poéticas às imagens cinematográficas, ele cria o que Ricardo Aleixo chama de poesia expandida.

Poemas para brincar, ler com sotaque, travalínguas, palavras inventadas, medonhas e coisas escritas errado para consertar. Jogo do dicionário: palavrórios incríveis para adivinhar. Estórias engraçadas e barulhentas, sons para cantar e também azucrinar. Palavras com arestas e desenhos malucos, ainda sem significado, para você batizar.

Para crianças e adultos.

sintonia com outros autores

  • Como nascem as palavras, como se inventam palavras (Guimarães Rosa)
  • O que é a comunicação poética (Décio Pignatari)
  • Poemas para descondicionar a lógica e abrir novas formas de pensar (koans e Lewis Carroll)

sintonia com temas

  • Ser, estar, brincar, jogar, trabalhar.
  • Cultura da infância, brincadeiras com palavras.
  • Formação de palavras sufixos, prefixos, variações sonoras, língua culta, língua falada, gírias, idioletos etc.
  • Sugestões, para completar, consertar, imaginar, perder o temor do dicionário, das palavras “difíceis”.

como acessar

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com